Coleção de Incertezas

Série de 05 objetos, com dimensões variadas e técnicas distintas, criados a partir da apropriação de fotografias de acervo familiar.  As interferências realizadas em cada uma das peças desejam contaminar as imagens e suscitar a dúvida. O desígnio da coleção é nutrir inquietações e insuflar pensamentos. As incertezas desta coleção residem nas fotografias com uma temporalidade ampliada, na qual pretérito e devir parecem entremeados. 

A Coleção de Incertezas foi  selecionada no VI Prêmio Diário Contemporâneo de fotografia e integrou a exposição "Tempo e Movimento" realizada na Casa das Onze Janelas, em Belém, no Pará, no primeiro semestre de 2015.

 Coleção de Incertezas. Espelho sem alma. Daguerreótipo em estojo de jacarandá. 18x14x2,5cm

 Coleção de Incertezas. Espelho sem alma. Daguerreótipo em estojo de jacarandá. 18x14x2,5cm

Coleção de Incertezas. Desejo de ver. Cianotipia, pigmento mineral em papel arroz, costura, caixa de madeira, carimbo. 40x20x3cm

Coleção de Incertezas. Desejo de ver. Cianotipia, pigmento mineral em papel arroz, costura, caixa de madeira, carimbo. 40x20x3cm

 Coleção de Incertezas. Preenchimento de Ausências. Pigmento mineral sobre papel de algodão e costura. 26x32x3cm

 Coleção de Incertezas. Preenchimento de Ausências. Pigmento mineral sobre papel de algodão e costura. 26x32x3cm

Coleção de Incertezas. Permanência de presentes. Pigmento mineral sobre papel algodão, pedaços de linha e costura. 27x48x4,1cm

Coleção de Incertezas. Permanência de presentes. Pigmento mineral sobre papel algodão, pedaços de linha e costura. 27x48x4,1cm

 Coleção de Incertezas. Tempos guardados. Pigmento mineral sobre papel algodão, linha e acrílico. 18,3x13,5x4cm

 Coleção de Incertezas. Tempos guardados. Pigmento mineral sobre papel algodão, linha e acrílico. 18,3x13,5x4cm

Coleção de Incertezas. Estudo para parede.

Coleção de Incertezas. Estudo para parede.

Coleção de Incertezas. "Tempo e Movimento". Casa das Onze Janelas. Belém - PA

Coleção de Incertezas. "Tempo e Movimento". Casa das Onze Janelas. Belém - PA

Coleção de Incertezas. "Tempo e Movimento". Casa das Onze Janelas. Belém - PA

Coleção de Incertezas. "Tempo e Movimento". Casa das Onze Janelas. Belém - PA

Minha pequena coleção de incertezas e o caminho de volta para casa

por Andréa D'Amato

 

               Ainda adolescente coloquei o pé na estrada e comecei olhar o mundo através do visor . As viagens trouxeram a consciência da fotografia para a minha vida. Sempre acreditei, e continuo acreditando, que viajar e fotografar são dois meios de aproximação que proporcionam possibilidades de encontro, com o outro e consigo.

               Estudei jornalismo e fui criada na escola do instante decisivo. Depois de quase 20 anos tirando poeira dos olhos, a fotografia me indagou. Impulsionada pela dúvida busquei conforto no antigo álbum de família. Olhando as folhas amareladas me deparei com fragmentos de lembranças remotas, encontrei recordações errantes e viajei a um tempo suspenso no ar.

               Em um belo texto chamado “Dez proposições acerca do futuro da fotografia e dos fotógrafos do futuro”, Maurício Lissovsky enuncia que “toda fotografia está grávida de sonhos” e continua: “Todo achado em uma imagem de arquivo é um olhar correspondido que atravessa eras, o reencontro de um porvir que o passado sonhara e que somente nossos sonhos de futuro permitem perceber.”

               As perdas da minha história pessoal, além de rupturas, trouxeram um ruído para minha fotografia. Esses ruídos revelaram novas perspectivas para o meu fazer fotográfico. Se antes eu perseguia instantes decisivos e momentos únicos, agora eu anseio as lacunas. A oportunidade de vasculhar as imagens do meu passado familiar e resignificá-las desfia as minhas convicções e orienta o meu caminho. Não sei ao certo se estou buscando respostas ou perguntas, a simples possibilidade do encontro ainda é o que mais me seduz.

 

 

São Paulo, 2014.